Síndrome de Burnout: o que é, causas e evitar com o BeCalm

Conheça os sintomas e tratamentos desse distúrbio psíquico que tem assolado muitos profissionais

Síndrome de Burnout ou Síndrome do esgotamento profissional é uma doença que vem causando diversos impactos nas áreas de trabalho e estudos em todo o mundo. A síndrome de Burnout foi descoberta em 1974 pelo médico americano Freudenberger e assim colocada como uma das doenças que agem para uma saúde precária do trabalhador.

Desânimo causado pela síndrome de burnout.

O que é síndrome de Burnout, sintomas burnout, como é possível evitar esse distúrbio psíquico que aflige muitos trabalhadores, o que fazer para evitar que você tenha sua saúde prejudicada e quais os melhores tratamentos? No texto a seguir vamos mostrar tudo isso com muita calma e bem explicado para que você não tenha problemas nessa leitura.

O que é a síndrome de burnout

A Síndrome de Burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, é uma doença causada pelo excessivo cansaço físico, emocional ou mental que, geralmente, acontece pelo alto nível de desgaste no trabalho ou em estudos e assim, gerando um estresse excessivo da pessoa.

Geralmente, a síndrome de Burnout acontece com pessoas que trabalham em serviços que exigem muita atenção e com muita intensidade. Por isso, após ler os textos a seguir é importante saber se você possui algum dos sintomas e, se tiver, buscar um acompanhamento psicológico.

Sintomas do burnout

A síndrome de burnout é geralmente reconhecida pelas pessoas que possuem um trabalho muito intenso. Nessas pessoas os sintomas básicos são o cansaço físico e emocional que pode gerar diversos outros problemas graves, aqui está alguns dos sintomas mais recorrentes para Síndrome de Burnout:

  • Cansaço físico e emocional constantemente: Pessoas com esse distúrbio psicológico têm a tendência de ter essa exaustão excessiva.
  • Falta de contato humano: Muitas pessoas com Burnout preferem se isolar ou ficar em casa o tempo todo para não ter contato humano.
  • Sensação de fracasso: É comum também que a síndrome ocasione nessa sensação de fracasso o tempo inteiro.
  • Mudança repentina de humor: Característica muito sentida é a troca de humor da pessoa, fazendo com que ela muito bem e depois muito mal em um pouco tempo.
  • Insônia: Muitos pacientes sofrem com a falta de sono por estarem com a cabeça a mil.
  • Desconcentração: É corriqueiro que a pessoa com a síndrome fique bastante desatenta com o que acontece ao seu redor.
  • Falta de fome: Algumas pessoas que sofrem de Burnout podem ter a falta de apetite
  • Autoestima baixa: Com o passar do tempo a pessoa começa a não se sentir feliz, bonita ou atraente consigo mesma.
  • Agressividade: A síndrome de burnout pode trazer a sensação de insegurança fazendo com que a pessoa esteja sempre em modo agressivo a todos.
  • Desmotivação: Quem sofre com o distúrbio sofre por não conseguir mais se motivar direito com nenhum tipo de atividade.

Esses sintomas, geralmente, são causados de forma sutis e leves, mas que tendem a ficar cada vez mais fortes e doloridos com o decorrer que o tempo passa.

É importante saber que se você sentiu alguns desses sintomas, procure uma ajuda profissional para que isso não se agrave e acabe se tornando uma síndrome de burnout.

Como evitar o burnout

Sempre é possível fazer algo para evitar qualquer tipo de doença, com a síndrome de burnout não é diferente, é importante agora focar em atividades que vão ajudar a reduzir seu estresse:

  • Tenha objetivos pequenos: Às vezes ter um objetivo muito grande e distante pode trazer um excesso de estresse e uma sensação de falha se não alcançar o objetivo.
  • Faça atividades ao ar livre: Querendo ou não, sair de casa para ver amigos ou familiares e sentir o ar livre é algo que pode ajudar bastante.
  • Fuja da rotina: Você sempre passa por algum lugar que queria ir, mas não vai? Sua hora é agora, busque novos hobbies, novos lugares para sair, se descubra.
  • Afaste aqueles que te jogam pra baixo: Muitas pessoas sugam nosso ânimo todos os dias, é importante que você evite essas pessoas e encontre amigos que te jogam para cima.
  • Converse com alguém: Chamar um amigo de confiança e dizer para ele todas as suas dores ajuda e muito.
  • Exercite-se: Em todos os textos que envolvem saúde, lá vai estar escrito “Faça atividade física” não é? Pois bem, não é atoa que isso é recomendado porque a prática física te traz saúde e uma disposição como nenhum outro remédio pode trazer.

Como tratar a síndrome de burnout de forma natural

 

A síndrome de burnout possui muitos tratamentos que vão ajudar a pessoa a ter uma vida mais alegre e tranquila. Vamos mostrar algumas agora que pode te dar uma ideia de como tratar essa doença:

Exercício Físico

Como foi dito anteriormente, a atividade física é uma ótima arma para evitar e tratar a síndrome de burnout. Com uma rotina de exercícios diários é possível sentir uma melhora nos níveis de estresse da pessoa. É recomendável, pelo menos, 30 minutos por dia de atividade e pode ser caminhada, academia, corrida. Só não deixe de praticar.

Psicoterapia

O tratamento de terapia é uma ótima saída para quem busca se livrar do Burnout porque o tratamento irá te auxiliar e mostrar que você tem total controle das situações de estresse envolvendo o trabalho. Essas sessões também irão ajudar na retomada da sua autoestima e em ideias para resolver os problemas que você vai enfrentar no seu local de trabalho.

Remédios

Com o tratamento especializado ocorrendo tem a chance de a pessoa estar em um nível mais grave de burnout ou não mostrar melhora. Por isso, é receitado antidepressivos ou ansiolíticos que vão te ajudar nessa luta contra a síndrome de Burnout.

Viver com estresse e problemas de saúde é algo que nenhuma pessoa quer, certo? Por isso, há marcas de remédios e empresas, como a  Strong Nutrition, que se dedicam em fazer com que você não sinta mais essas sensações ruins. Com os remédios BeCalm e Brain a Strong Nutrition vai ajudar você a se livrar da síndrome de burnout.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.